Invoice Home Blog

Top 10 países por Ecossistema de Startup

Publicado Janeiro 16, 2020



Business Invoice



O relatório anual da StartupBlink’s sobre ecossistemas de Startups ao redor do mundo foi lançado para 2019. Este relatório usa algoritmos especias e ponto de dados para avaliar mais de 100 países ao redor do mundo e ilustrar onde os fundadores de startups podem esperar o melhor apoio de empresários que pensam semelhante, infraestrutura, governos e muito mais.

Sem mais esperas, aqui estão os top 10 países por sistema de startup de acordo com o relatório de 2019 da StartupBlink:



1. Estados Unidos da América

Este aqui deveria vir sem surpresa alguma, como os Estados Unidos possuem a maior economia de qualquer nação do mundo. Os monolíticos gigantes tecnológicos como Facebook, Google, Microsoft, Amazon, Apple, são todas empresas norte-americanas. O maior ecossistema de startup do mundo está localizado no Vale do Silício e na área da Baía de São Francisco. Contudo, outros ecossistemas de startup existem e prosperam em muitas outras regiões metropolitanas norte-americanas como Boston, Nova Iorque, Seattle, Los Angeles, Chicago e Austin. Os Estados Unidos tem de longe o ecossistema número 1 de startups do mundo.


2. Reino Unido

O sistema de startups do Reino Unido vem em segundo lugar, embora quase todas as startups existentes, e infraestrutura, ser centrada ao redor da cidade capital: Londres. Londres é uma ótima cidade para startups com algumas startups altamente influentes, como a Revolut, Transferwise, Deliveroo, e BenevolentAl.

Ser um dos mais importantes centros financeiros do mundo, e casa da Bolsa de Stocks de Londres, tem permitido que a Grã-Bretanha se desenvolvesse em um dos tops ecossistemas de startup no mundo inteiro.


3. Canada

Chegando no terceiro lugar, o Canada tem relativamente um sistema diverso e robusto de startups também. Casa para empresas tal como Hootside, Shopify, 500px, Corel, e Open Text; majoritariamente startups tecnológicas e empresas que saíram de cidades grandes como Toronto, Montreal e Vancouver. Entretanto, cidades médias como Ottawa e Waterloo (ambas na província de Ontario) também tem relativamente um grande ecossistema de startups.


4. Israel

O primeiro país cujo o idioma oficial não é o inglês na lista é Israel. Israel tem um desenvolvido ecossistema de startups em grande parte concentrado ao redor da cidade de Tel Aviv. Israel sedia escritórios de muitas multinacionais e possui mão-de-obra altamente qualificada.
Muitas empresas tecnológicas de renome no mundo tem saído de Israel nos últimos anos como Waze, Wix, monday.com e Viber.


5. Austrália

A Austrália é o país menos populoso dos países de língua inglesa na lista, e o quarto no top 5. A Austrália tem um espírito criativo e empreendedor, casa para empresas como Canva, Biteable e 99Designs. Ecossistemas de Startup existem em grandes cidades ao sul como Sydney, Melbourne, Brisbane e Perth.


6. Holanda

Apesar do fato de que 90% dos holandeses conseguem falar inglês, a Holanda é oficialmente o primeiro país cujo o idioma oficial não é o inglês da Europa a fazer parte da lista. Sendo um país tão pequeno geograficamente, o ecossistema de startups holandeses está em grande parte concentrada ao redor da sua maior cidade, Amsterdã. Aqui você pode encontrar as sedes de inovadoras empresas tecnológicas como booking.com, Bynder, e Adyen para nomear alguns.


7. Suécia

A Suécia ostenta muitas empresas de nomes conhecidos como Ikea, Volvo e H&M. Contudo, em anos recentes, os suecos conseguiram adicionar dois nomes adicionais à lista: Skype e Spotify. O relatório da StartupBlink observa que o governo sueco foi instrumental no apoio às startups tecnológicas, tornando Estocolmo uma das cidades sedes ao segundo maior “unicórnio”(empresas com $1 bilhão ou mais em valorização) per capita depois do Vale do Silício.


8. Suíça

Como o país é em parte falante da língua alemã, em parte da língua francesa, e italiana , isso faz com que a Suíça seja uma casa diversa às startups que facilmente se abrem para maiores mercados de vizinhos europeus. Ecossistemas de startup existem e prosperam em cidades como Zurique, Geneva, e Lausanne, com promissores nomes techs como ProtonMail, Acronis, e Numbrs, chamando essas cidades de casa.


9. Alemanha

A Alemanha é a casa para maior população da União Européia e para maior economia na Europa. Enquanto muitos de nós conhecemos a maioria das grandes multinacionais da Alemanha, o governo alemão tem apoiado a construção de um ecossistema de startups, particularmente dentro e ao redor da capital Berlin.
Empresas como HelloFresh, SoundCloud, e ResearchGate todas saíram do louvável ecossistema de startups alemã.


10. Espanha

Barcelona e Madrid são as casas para o maior ecossistema de startups na Espanha. A Espanha cresceu 4 pontos ao número 10 nesta lista desde o último relatório de 2017 da StartupBlink. Com empresas como Carto, Sherpa.ai e Wallapop encaminhando a Espanha para futuras empresas tecnológicas, preste atenção enquanto a Espanha continua a crescer nos próximos anos.


Para mais informações, o relatório de 2019 da StartupBlink pode ser encontrado aqui. Muito obrigada à eles por publicarem esse relatório e por nos dar métricas esclarecedoras para medir o ecossistema de startups ao redor do mundo.




If you need help or have any questions, send an email to support@invoicehome.com

Thanks for using Invoice Home!